Falamos muito aqui sobre como o autosserviço de chopp gera experiências únicas e vantagens tanto para clientes quanto para os donos de bares e inclusive fizemos um e-book comparando o modelo tradicional de bares e o modelo de autosserviço, que você pode conferir por aqui.

Dessa vez, nossas dicas vão para você que já optou por transformar seu bar em um local de autosserviço de chopp e está se perguntando: e agora?

Como planejar seu bar para receber melhor esse modelo de negócio?

Pode ficar tranquilo que a gente te ajuda! A primeira coisa que você deve decidir é a estrutura onde será instalada a linha de chopp!

O modelo mais comum é a câmara fria e é também o mais fácil de fazer manutenção devido ao espaço mais amplo, que possibilita que todos os itens da linha sejam instalados de forma mais organizada e por isso, mais acessível. Além disso, é a forma mais eficiente de manter a temperatura dos barris sob controle.

Porém se seu espaço é reduzido e não comporta uma câmara fria, não se preocupe. Existe também a opção de instalação em balcões refrigerados, keggerators, e chopeiras elétricas, por exemplo.

Mas quando falamos de autosserviço de chopp, não temos como negar que um dos elementos principais dessa estrutura são as torneiras: finalmente o cliente vai ter acesso à elas, já que não mais ficarão restritas aos garçons e vão poder controlá-las através dos nossos módulos de controle.

Tendo isso em mente, o ideal então é que as torneiras sejam de fato acessíveis à todos e um ponto focal do seu estabelecimento. Então é legal pensar num espaço mais amplo pra elas, que não tenha mesas muito próximas e nem telões que possam ser obstruídos com o alto fluxo de pessoas que passarão nessa área.

Caso ainda esteja com dúvidas sobre qual o modelo ideal de torneiras, recomendo nossa matéria que compara as torneiras italianas com as torneiras belgas para te ajudar a tomar a melhor decisão!


Agora juntando os dois últimos pontos: a instalação mais comum é em câmara fria, e sendo assim, as torneiras ficam instaladas na parte de fora, na parte acessível ao cliente. Como fazer isso de forma que fique legal e condizente com a estética do bar?

A estrutura possui fechamento em material metálico, então se o seu estabelecimento foi projetado para ter um estilo industrial: tudo certo! Dá pra manter o equipamento no material original ou pintar a parte externa e quem sabe até grafitar, se o seu bar tiver um estilo mais urbano.

Na imagem: Cervejaria Everbrew

Mas e se o seu estabelecimento tiver uma proposta mais rústica, por exemplo? Sem problemas também! Você pode revestir o equipamento com algum material mais natural, como madeira ou tijolinhos decorativos. Ou até utilizar barris de madeira para fixação das torneiras e módulos de controle.

Na imagem: Sr. Adolpho

O céu é o limite aqui, a câmara pode ser envelopada por painéis de materiais diversos, como por exemplo aço corten, mdf, placa cimentícia , acrílico, etc.

Além disso, existem outros elementos que podem ajudar você a agregar valor ao seu estabelecimento. Já pensou em deixar vários tipos de copos próximos às torneiras e ter um pequeno espaço com uma cuba anexo para que o cliente possa escolher e lavar seu próprio copo? Assim você leva a experiência do autosserviços um pouco mais além.

Na imagem: A Fábrica Working Bar

E aí, curtiu as dicas? Espero que agora você tenha um norte para o dimensionamento do seu estabelecimento! Conte com a gente para orientações mais específicas e mais aprofundadas, nosso time de implantação está cada vez maior e pronto para te ajudar no que for necessário!